Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Os Dias

Os dias me levaram os sonhos Que levaram os planos Que levaram feitos Que se foram em vão Trabalhos me levaram as asas Que levaram os versos Que se desfizeram Perante a razão Hoje já me sobram livros Que alimentam vivos Meu ser irrequieto Minha insatisfação Sobram também minhas músicas Desse gosto velho Que me tranquiliza E gera essa retidão Os dias me levaram os sonhos Que levaram as súplicas Que me enfraqueciam Sufocavam então Os dias, já não contabilizo Não mais me estremeço Com o passar dos tempos Que não voltarão Quero ser como as estrelas Que em sua certeza De morrer um dia Em explosão se vão Heitor Victor

Últimas postagens

Leva-me em Ondas

À Ma Belle

Muitas Palavras

Coisas de Pele

Nossos Laços

Queda de Ícaro

Voz que se Insinua

Crueldade

Calor Acumulado

Nau à Deriva